Olá amigos!

O “Com… Tacto” está de volta e, antes de mais, deseja a todos um ano lectivo em que o respeito, a tolerância perante a divergência e o estreitamento das relações interpessoais possam conduzir-nos a todos ao desenvolvimento de uma cultura de escola pautada pela promoção de formas de convivência mais ricas e enriquecedoras para todos os que intervêm no processo educativo.

O nosso grande desafio este ano lectivo será o de, com tacto, lançar sementes, construir pontes e criar pontos de contacto, tentando implementar no nosso Agrupamento um Programa de Mediação Escolar que passará, a médio e longo prazo, pela formação de todos os actores que se cruzam na Escola e pela criação de um Gabinete de Mediação de Conflitos.

Tendo presente que o objectivo último da Escola é o crescimento de sujeitos responsáveis e comprometidos, não sendo apenas um lugar onde se ensina e aprende, mas um lugar onde se (con)vive, esta formação visa transformar os visados em agentes activos de uma dinâmica positiva das relações interpessoais no seio da comunidade educativa e, em especial, capacitá-los ao nível da aquisição de conceitos, comportamentos e técnicas passíveis de ensino-aprendizagem enquadráveis nos princípios teóricos da pedagogia pacífica e dos métodos de resolução alternativa de conflitos.

Consciente de que a qualidade do ambiente relacional determina a qualidade e o sucesso das aprendizagens, consciente ainda de que a via da sanção disciplinar tradicional por si só não tem sido capaz de conter o aumento do número de procedimentos disciplinares nos vários estabelecimentos de ensino do Agrupamento, a Direcção do Agrupamento de Escolas de Soure aceitou o desafio lançado pelo Projecto Com…Tacto relativamente à criação de um Gabinete de Mediação de Conflitos em Contexto Escolar no Agrupamento, como uma forma complementar e alternativa na resolução, e particularmente, na prevenção dos conflitos, da indisciplina e da agressividade em geral.

Assim, e porque a formação dos docentes é indispensável para poder organizar a implementação desse Gabinete, o Órgão de Gestão seleccionou um primeiro grupo de docentes que, directa ou indirectamente, lidam com questões disciplinares e, em colaboração com o Centro de Formação de Nova Ágora e com o Instituto de Mediação da Universidade Lusófona do Porto, deu início a uma Oficina de Formação ? A Mediação Escolar: compreender para prevenir e resolver conflitos ? cuja formação está já a decorrer nas instalações da Escola Sec/3 Martinho Árias, aos sábados. Esta Oficina conta, ainda, com a presença de um elemento da Associação de Pais e Encarregados de Educação que, desta forma se associa e se envolve, igualmente, nesta iniciativa.

Este é um programa ambicioso que envolve a formação de professores-mediadores, numa primeira fase, e gradualmente, a aquisição por parte de outros agentes e actores presentes na Escola (nomeadamente, alunos, pais e técnicos operacionais) de técnicas de mediação de conflitos.

Este é um programa de formação e criação de um clima de escola saudável, que tem as suas etapas e necessita do apoio e envolvimento de todos os agentes educativos.

Não fique de fora! Informe-se e participe!

Veja em seguida, algumas imagens relativas à abertura dos trabalhos no passado dia 4 de Setembro.

Da. Elisabete Pinto da Costa (Directora do IMULP e formadora desta Oficina) e o Dr. João Paulo Janicas (Director CFAE Nova Ágora)
Alguns elementos da turma
Alguns elementos da turma

As sessões de formação terminarão no final do mês de Outubro pelo que, no final da formação, aqui daremos conta dos resultados alcançados.

Entretanto convida-se toda a comunidade educativa a visitar o blogue do Projecto Com…Tacto e a deixar as suas impressões, comentários, críticas, sugestões, etc. neste espaço que se pretende também de debate.

Até breve,

Clara Luís

http://projecto-com-tacto.blogspot.com