Pelo segundo ano consecutivo, os estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário estão convidados a participar no Orçamento Participativo da Escola (OPE).

Esta iniciativa possibilita aos alunos participarem ativamente nas decisões da Escola, através de um processo democrático, podendo assim decidir o que querem melhorar no seu estabelecimento de ensino. Para tal, precisam de ter uma ideia, reunir apoio e, claro, conseguirem os votos dos colegas!

Transcrevendo as palavras em carta de 15 de janeiro do presente ano do Sr. Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, dirigida à Sra. Diretora, neste processo, “os alunos saem beneficiados porque veem as suas prioridades realizadas, porque lutam para que sejam estas as escolhidas pelos seus pares e colegas e porque assim percebem que, em democracia, importa fazer escolhas e lutar por elas. A comunidade educativa e a escola beneficiam porque recebem ideias novas, muitas vezes arrojadas e mais próximas daqueles a quem servem, podendo assim servi-los melhor. A vida pública beneficia também, e muito, porque convoca para a cidadania, desde cedo, aqueles de quem precisa para ser cada vez mais uma democracia adulta, aprofundada e consciente da comunidade que é a sua”.

O regulamento encontra-se disponível em https://opescolas.pt/regulamento/

No nosso caso, de acordo com o número de alunos do 3º ciclo e secundário, o valor do OP é de cerca de 500 €.

Da proposta vencedora do Orçamento Participativo de 2017 resultou uma estrutura de proteção à esplanada do bar da escola sede.

Cronograma

  1. Desenvolvimento e apresentação de propostas até 27 de fevereiro.
    1. O diretor de turma deve apresentar a iniciativa OPE à turma;
    2. Deve promover um debate de forma a sensibilizar os alunos para a identificação de uma melhoria pretendida no seu espaço escolar e/ou no seu processo de ensino aprendizagem;
    3. Os alunos devem elaborar uma proposta;
    4. Os alunos devem entregar a proposta nos Serviços Administrativos e de acordo com o regulamento.
  2. Clarificação e ajuste das propostas a votação a 1 de março, com a possibilidade de aperfeiçoamento, fusão ou a desistência de propostas.
  3. Divulgação das propostas a votação a 5 de marçoAs propostas são divulgadas em locais visíveis da escola e por meios eletrónicos.
  4. Debate das propostas a 13 de março, às 14h30.
    1. Para o debate, o diretor de turma deve informar os alunos responsáveis pelas propostas a votação para preparem a apresentação das mesmas;
    2. O diretor de turma deve selecionar até 4 de alunos da sua direcção de turma para assistir à apresentação e participar no debate, quer tenham ou não apresentado propostas, a ter lugar no auditório da Escola Martinho Árias.
  5. Votação das propostas a 22 de março, das 9h00 às 13h30.
  6. Apresentação dos resultados a 23 de março.
  7. Planeamento até final de maio.
  8. Execução da medida até ao final de 2018.

Soure, 24 de janeiro de 2018

A Diretora

Luísa Isabel Valente Afonso Pereirinha