O Ano Internacional das Línguas Indígenas será comemorado pela UNESCO e seus parceiros ao longo do ano de 2019. A VIIIª Edição do Concurso Plurilingue abriu um espaço de reflexão sobre as línguas que se perdem, a história, as tradições e a memória associadas e elas.
Ao longo dos dois dias de realização do concurso, um total de 56 alunos (7 equipas concorrentes) contribuíram para a consciencialização da necessidade urgente de se preservar, revitalizar e promover as línguas indígenas no mundo. Equipas da Escola 3/Sec. Martinho Árias – Soure competiram com equipas da Escola 3/Sec. Quinta das Flores – Coimbra.
As equipas vencedoras foram as que seguir se enunciam:

  • 7º ano, equipa “Les Joyeux”, da Escola 3/Sec. Quinta das Flores;
  • 8º ano, equipa ““Até falamos chinês”, da Escola 3/Sec. Martinho Árias;
  • 9º/10º ano, equipa “Os Black Nigth”, da Escola 3/Sec. Quinta das Flores;
  • 11º/12º ano, equipa “Os Bicharolas”, da Escola 3/Sec. Martinho Árias.

Na prova de expressão dramática, na qual é valorizada a dinâmica de grupo, o espírito de cooperação e o rigor na dramatização da situação escolhida para ser representada, as equipas celebraram a riqueza da diversidade cultural no mundo.