Pessoa sem importância ou valor. Vem do latim vade mecum que, à letra, significa “vai comigo”.

Designava, na Idade Média, os manuais de ensino ou a pasta onde os estudantes levavam os cadernos de apontamentos.

A sua vulgarização como objecto que se levava para todo o lado, por ser pequeno, tomou esta acepção de “pouca importância”, alargando-se às pessoas.